Oi e Mob Telecom fecham parceria visando o mercado de wholesale


A Oi e a MOB Telecom celebraram um memorando de entendimento (MoU, na sigla em inglês) para operação conjunta nas expansões dos projetos de internet via fibra do ISP. O objetivo é fortalecer a atuação da prestadora de grande porte no mercado de atacado e, para o provedor é ter acesso ao backbone e a transmissão, garantindo todos os benefícios de resiliência e caching de conteúdo da parceira.

A ampliação da posição da Oi no atacado é um dos pilares de seu plano estratégico, que tem como prioridade a expansão do serviço de fibra de alta velocidade em todo o Brasil. O objetivo da companhia é garantir um mix de receitas no segmento não-regulado em áreas como conexões IP, “Fiber to the City”, “Fiber to the ISP” e “Fiber to the Tower”, que devem ter crescimento expressivo com a expansão da banda larga de alta velocidade em fibra e do 4,5G e 5G.

No projeto-piloto com a Mob, o modelo comercial prevê em um primeiro momento que a Oi forneça sua rede, enquanto o ISP fica responsável por todas as etapas dos serviços aos clientes, como atendimento, oferta de produtos, canais de venda, faturamento e cobrança, além da instalação da última milha de fibra até a residência.

PUBLICIDADE  

Em uma segunda etapa, a Oi prevê uma evolução para o modelo mais tradicional de franquia, no qual além de ter acesso ao uso da rede e transmissão da Oi, o parceiro terá direito ao uso da marca e portfolio padronizado da Oi, que também será responsável pelas áreas de atendimento, faturamento e cobrança. A Mob, por sua vez, está investindo nos segmentos B2B, Wholesale e de banda larga em pequenas e grandes cidades e já atua em 15 estados do país. Para essa parceria, até mudou sua área de Atacado de Fortaleza para São Paulo para ficar mais próxima da Oi e do mercado de Wholesale.

Além do projeto-piloto com a MOB Telecom, a partir do segundo semestre a Oi pretende levar esse modelo de parceria para outros pequenos e médios provedores em todas as regiões do país, com o desenvolvimento também de um modelo de franquias.(Com assessoria de imprensa)

Previous Unifique vê alta de 40% do consumo de internet com coronavírus
Next Serviços de informação e comunicação recuam 0,9% em janeiro

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *