A Telefônica Vivo prometeu no começo da semana acelerar os investimentos em sua rede de fibra óptica até 2020, em continuidade ao plano que já vinha sendo executado desde 2015. Na apresentação que o chief operating officer Christian Gebara fez a investidores em Nova York, na segunda feira, ele destacou que até o final deste semestre todas as cidades em que a tele possui rede FTTH terão ofertas também de IPTV. Atualmente, são 87 municípios com algum bairro onde fibra chega até a casa do cliente, todos com mais de 100 mil habitantes.

A companhia projeta chegar a 2020 com 3 milhões de clientes que possuam o combo de banda larga por fibra, IPTV e OTTs. Em homes passed, a meta é alcançar 36 milhões. Para isso, há no planejamento expandir a rede para 400 cidades, incluindo os municípios com mais de 50 mil habitantes.

O foco será todo sobre áreas rentáveis, onde a empresa tenha certeza de que haverá retorno sobre o investimento. Haverá um processo intenso de “cherry picking”. Ou seja, seleção criteriosa dos bairros, restando apenas aqueles em que o retorno é garantido. Para chegar aos novos locais, a Telefônica prevê aumentar seu backbone em 4,2 mil km. Se tudo se confirmar, a ultra banda larga da empresa poderá gerar mais de R$ 1 bilhão em novas receitas até 2020.

Leia a íntegra da notícia aqui.