Anatel afirma que ISPs lideram em 19 unidades da Federação


A Anatel acaba de divulgar o Relatório de Acompanhamento do Setor de Telecomunicações, com uma ampla radiografia do serviço de Comunicação Multimídia (SCM), ou de banda larga fixa, com os dados de 2011 até dezembro de 2020. Conforme o estudo, as operadoras regionais, ou batizadas pela Anatel como Prestadoras de Pequeno Porte (PPPs), ultrapassam em número de acessos as maiores operadoras em 19 das 27 unidades da Federação. Essas empresas somaram 14,2  milhões de acessos até dezembro de 2020.

A fibra óptica conquista cada vez maior relevância. Em dezembro de 2020, já atingia 46% dos acessos e os contratos com velocidade acima de 34 Mbps já ultrapassavam a metade dos acessos totais, que somaram 36,3 milhões em dezembro do ano passado.

PUBLICIDADE  

Conforme o documento, se as operadoras regionais são líderes em 19 unidades da Federação, individualmente, três empresas lideram o número de acessos em serviço: a Oi é a primeira colocada na oferta de banda larga em 12 estados; a Claro lidera em nove Unidades da Federação, e a Brisanet, que não integra os grandes grupos de telecomunicações, já tem maior market share em três estados do Nordeste.

O estudo ressalta ainda que a tecnologia de acesso por fibra óptica já representa mais de 50% dos 33,4 milhões de acessos que existiam em 2020, em 11 estados brasileiros. E registrou um crescimento acentuado entre o ano de 2019 e de 2020. Conforme os números, os acessos em fibra pularam de 10,22 milhões em 2019 para 17,04 milhões em 2020. Os cabos metálicos estão sendo substituídos por outras tecnologias mais modernas. Eram 10,36 milhões em 2019 e caíram para 7,08 milhões em 2020.

Leia aqui a íntegra do estudo

Previous Cresce o otimismo de pequenos negócios após 5 meses de queda
Next Fibracem tem alta de 60% nas vendas até abril

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *