Consórcios de pequenas empresas terão preferência nas compras públicas


O governo ampliou o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para microempresas, empresas de pequeno porte, agricultores familiares, produtores rurais pessoa física, microempreendedores individuais e sociedades cooperativas nas contratações públicas de bens, serviços e obras no âmbito da administração pública federal para consórcios formados por pequenas empresas. O benefício se aplica aos consórcios formados exclusivamente por microempresas e empresas de pequeno porte, desde que a soma das receitas brutas anuais não ultrapasse o limite previsto.

Nas licitações, as pequenas empresas têm preferência em caso de empate. Além disso, são desobrigadas de apresentar balanço patrimonial para participar do pregão. Pelo decreto publicado nesta segunda-feira, 16, o Ministério da Economia poderá editar regras complementares para regulamentar a participação dos consórcios de microempresas nas licitações públicas.

PUBLICIDADE  
Previous G8 é a primeira operadora nacional com descarte de RPKI inválido
Next Entidades de ISPs reagem ao avanço do coronavírus

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *