Leilão da Copel Telecom vai acontecer no 4º trimestre deste ano


O leilão da Copel Telecom vai acontecer no quarto trimestre deste ano e, até lá, será divulgado o preço mínimo para venda de 100% das ações da companhia. Em audiência pública, realizada nesta quarta-feira, 19, foram apresentadas as condições de venda da empresa, que tem o maior market share de banda larga no Paraná, com 22% de participação.

O presidente da companhia, Wendell Oliveira, disse que o comprador vai levar a rede de fibra óptica com 32,9 mil km e capacidade de home passed de um milhão de clientes e de expansão dos serviços, já que a capacidade de rede usada hoje é menor que 50%. Além disso, terá mais de 200 mil clientes – número em crescimento – datacenters e até 61 sites. Também ganhará o direito de uso da rede de OPGW com mais de 3 mil km e as mais de 150 torres, que pertencem à Copel Energia. Ficará ainda com as debêntures da companhia.

A Copel Telecom atende no varejo em 85 cidades paranaense, mas sua rede está presente nos 399 municípios do estado e mais duas cidades de Santa Catarina. Segundo Oliveira, além do grupo optar por concentrar esforços no ramo da energia, a falta de agilidade para investir em banda larga, por se tratar de uma empresa pública, dificulta que a empresa se mantenha no topo.

PUBLICIDADE  

A companhia perde, por exemplo, para o conjunto de ISPs que, sozinhos, atendem a quase 50% do mercado de banda larga. Oliveira disse que o domínio da Copel Telecom nesse mercado já foi de 70%. “O Paraná deve ser o estado que concentra o maior número de ISPs”, afirmou, condição que, em sua opinião, pode beneficiar o comprador da companhia, que pode adquirir empresas menores, consolidando o mercado.

Contratos

A venda de “porteira fechada” da companhia, entretanto, não inclui o corpo de funcionários, que serão alocados para as outras empresas do grupo. Outra parte poderá manter a transição da Copel Telecom por meio de contrato de serviço pelo prazo de até 12 meses. O comprador também terá que fornecer serviço de SCM para as outras empresas do grupo e terá serviços de TI e datacenters também por meio de contratos.

Todas as informações sobre a venda e o relatório de due diligence podem ser acessados por sala virtual criada para dá transparência ao processo de privatização. Os engenheiros testaram todas as fibras, equipamentos e sistemas, compondo um documento de quase 10 mil páginas.

Na sala virtual também é possível ver os resultados financeiros da companhia ao longo dos anos. Uma das informações disponíveis é o tíquete médio da Copel Telecom, de R$ 139,00 ao mês. De acordo com Oliveira, outra vantagem para o comprador é de que a Copel Telecom será a melhor parceira para as empresas de telefonia móvel que implantarão o 5G no Paraná.

Previous Sai a composição do CGI.br
Next Neobpo anuncia 281 vagas de trabalho em contact center

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *