NWi Telecom conclui data center com solução aderente à LGPD


Com o data center de alta capacidade para ser inaugurado, a NWi Telecom, que atua principalmente no Centro-Oeste, passará a oferecer a seus clientes corporativos um serviço de segurança da informação aderente à Lei Geral de Proteção de Dados. Para isso, implementou em sua nova estrutura o Integrated Security Monitoring & Compliance (ISMAC), sistema pensado para atender os clientes da empresa que necessitam estar de acordo com a LGPD.

“Para garantir a segurança dos dados, é necessário que a manipulação e armazenamento dessas informações sigam padrões rigorosos, e para isso, possuir um data center especializado é essencial”, afirma o CEO da NWi, Marcos André Chaves. A solução garante transparência no uso dos dados e elaboração de relatórios. Formatado como um ecossistema completo de cibersegurança, a tecnologia inclui uma equipe de monitoramento dedicada e um Gerenciamento e Correlação de Eventos de Segurança (SIEM), com inteligência artificial proprietário.

Mas essa não á a única vantagem do novo data center, do nível tier 4, que é tolerante a falhas, mesmo que haja interrupção da energia. A estrutura é dotada de equipamentos de refrigeração e alimentação de energia redundantes e em funcionamento; geradores de emergência com autonomia mínima de 96 horas; cabeamento redundante; equipamentos com múltiplas entradas de energia ou chave de transferência automática para abastecimento com os dispositivos de backup, além do controle rigoroso de refrigeração e qualidade do ar em áreas críticas.

PUBLICIDADE  

O data center também garante baixa latência nas ligações entre os clientes, afirma Chaves. Os equipamentos usados são da Huawei e da Nokia, com investimentos da ordem de R$ 4 milhões. “Com essa estrutura, abre-se um mercado muito grande para aplicações”, disse o CEO.

Rede

Recentemente, a NWi concluiu a expansão de sua rede de FTTH em Brasília e entorno, com capacidade para atender 52 mil domicílios, com planos de banda larga de até 1 Gbps. Para construir essa rede, a empresa investiu R$ 10 milhões, afirma Chaves.

Esse movimento também diversifica a atuação da operadora, antes voltada principalmente para o mercado corporativo e ISPs. “Nossa rede é de altíssima qualidade, com equipamentos das melhores empresas, como a Furukawa”, disse Chaves. Ele admitiu que enfrentou dificuldades para construir a rede, em função da demora da entrega dos equipamentos. “A Furukawa está demorando para entregar caixas de emendas, por exemplo, em função da alta da demanda das grandes operadoras”, observou.

Com 25 anos de mercado na área de tecnologia, a NWi é especializada nos segmentos de Telecom, TI e Monitoramento Inteligente, atendendo empresas do setor privado e do Governo, como Presidência da República, CAESB, Embrapa, além de pessoas físicas. Atua em Brasília e região (Formosa, Planaltina de Goiás). Atua na área de TI, Telecom, Telefonia, Segurança Patrimonial e Data Center.

 

Previous Lei que isenta dispositivos IoT é sancionada sem vetos
Next Interjato soluções obtém ISSO 20000 por suporte a serviços de TIC

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *