Skill Lab Brasil ministra curso gratuito de tecnologia só para mulheres


 

A Skill Lab Brasil, escola de tecnologia do SEG – SEDA Education Group, acaba de lançar dois cursos gratuitos inteiramente desenvolvidos para mulheres: Introdução à Análise de Dados e Introdução à Programação WEB. A iniciativa busca reduzir a desigualdade de gênero no mercado de tecnologia.

Dos mais de 580 mil profissionais no país, apenas 20% são mulheres, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). A educação é a única alternativa para reduzir essa desigualdade. “Nosso objetivo é apresentar às mulheres o mundo de tecnologia e programação, como forma de incentivar sua inserção nesse mercado de trabalho”, afirma Priscilla Mariano, diretora acadêmica da escola.

PUBLICIDADE  

Com 48 horas de duração cada, os cursos serão transmitidos online e 100% ao vivo, sendo ministrados em dois dias por semana, à noite, com três horas por aula. Cada curso terá somente uma turma, com a quantidade máxima de 60 alunas. A Skill Lab está em busca de patrocinadores para viabilizar a formação de novas turmas. “Entendemos que incentivar a inserção das mulheres no mercado de TI é uma questão de responsabilidade social de todas as empresas”, acrescenta Priscilla.

A ementa dos cursos foi pensada exclusivamente para o público feminino. O de Introdução à Análise de Dados, por exemplo, fará com que as alunas entendam conceitos fundamentais de programação em computadores e como dar os primeiros passos para construir um algoritmo. Serão apresentados os conceitos básicos da linguagem Python e sua aplicação em atividades práticas. As alunas aprenderão ainda sobre as principais técnicas e ferramentas utilizadas para a estruturação de dados e como aplicá-los em atividades reais. Com o curso, as participantes terão a oportunidade de criar um portfólio que pode ser a chave para suas inserções no mercado de trabalho em diversas profissões como back end developer e cientista de dados, por exemplo.

Já no curso de Introdução à Programação Web, as alunas conseguirão desenvolver as principais habilidades e técnicas exigidas pelo mercado nessa área. Com foco no front-end, seu objetivo é fazer com que as participantes consigam utilizar técnicas e ferramentas para o desenvolvimento de sites modernos e interativos. As alunas irão aprender conceitos de HTTP, HTML5 e CSS3, além de JavaScript. O foco é colocar mão na massa, promovendo um aprendizado prático.

Os cursos não estabelecem nenhum pré-requisito. Mesmo mulheres que nunca tenham tido contato com linguagens computacionais conseguirão criar seus primeiros projetos ao longo do período. As aulas começam nos dias 29 e 30 de março, e as interessadas devem se inscrever em: https://skilllabbrasil.com.br/mulheres. As inscrições serão aceitas até dia 20 e os resultados serão divulgados em 23 de março. (assessoria de imprensa)

Previous Anatel terá empresas parceiras para medir velocidade da banda larga
Next STJ diz que provedor brasileiro deve dar informações de base de dados no exterior

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *