Atenta à dificuldade de donos de micro e pequenos empreendimentos de como precificar corretamente os seus produtos e serviços, o Sebrae mapeou cinco recomendações para facilitar essa decisão. Segundo o órgão, o preço tem um peso estratégico em qualquer negócio e pode ser a diferença entre o sucesso e a falência de uma empresa.

De acordo com o Sebrae, a definição de um valor adequado de venda de um produto ou serviço depende do equilíbrio entre o preço de mercado e o valor calculado em função do custos e despesas da empresa. Assim, a precificação envolve diretamente a identificação de qual valor gera competitividade, atratividade e lucratividade para o negócio. Nesse cálculo, o empresário deve considerar dois aspectos básicos: o mercadológico (externo) e o financeiro (interno).

Confira abaixo algumas dicas do Sebrae que podem ajudar na hora de tomar uma definição.

  1. Fique atento ao giro do seu produto

Quanto maior o giro do produto, menor tende a ser a sua margem de lucro. O giro do seu produto precisa ser suficiente para cobrir os gastos fixos da sua empresa, superando o “ponto de equilíbrio” a cada mês. Para isso, a sua margem de lucro, multiplicada pelo giro, deve ser igual ou superior às suas despesas fixas.

  1. Observe o preço da concorrência

Procure se diferenciar dos concorrentes, seja na apresentação do produto, processo de venda, ponto comercial, ou na venda de kits, que podem reduzir a sua margem de lucro, mas aumentam o ticket médio do cliente.

  1. Saiba identificar seu público-alvo

A depender do seu público e das expectativas, o preço de venda dos seus produtos e serviços pode ser alterado e/ou ajustado. Se o seu cliente busca agilidade (produto ou serviços entregue em menor tempo), conforto (preço fechado, você cuida de tudo e apenas entrega o produto ou serviço pronto para o cliente) ou exclusividade (produto ou serviços de baixa disponibilidade), ele é menos sensível ao preço e você pode melhorar a sua margem com um maior valor de venda. Ou, se a sua margem permitir, como forma de se diferenciar dos seus concorrentes, entregue agilidade e/ou conforto mesmo em uma disputa pelo menor preço

  1. Comprar bem é o segredo que todo mundo conhece

Como o preço de venda é definido pelo mercado, sua melhor chance de aumentar os lucros é reduzindo o preço de aquisição dos seus produtos. Negocie com fornecedores, planeje suas compras para otimizar os custos com frete e/ou embalagem e, assim, melhorar a sua margem de venda. Quando possível, faça compras em conjunto com parceiros para aumentar o poder de barganha pelo sensível aumento na quantidade.

  1. Evite promoções a todo momento

Se você fizer promoções continuadamente, o cliente vai se acostumar com o preço promocional e deixar de adquirir pelo preço regular. Tenha datas especiais de promoção e, nestas datas, incentive a compra em maiores valores. Por exemplo, em uma feira, se na última hora você liquida os produtos, seus clientes deixarão para te visitar apenas nessa última hora para aproveitar o seu desconto.(Com assessoria de imprensa)