A base de clientes de banda larga fixa de abril apresentou um ligeiro aumento em relação a março (de 0,46%), somando 29,95 milhões de acessos em serviço. Em março, a base cresceu 0,94%. Foram incorporados ao mercado novos 137 mil assinantes. As operadoras competitivas – formadas, em sua maioria pelos provedores regionais de internet (ISP) – continuam com sua trajetória de crescimento.

As adições líquidas (novos clientes menos desligamentos) das empresas menores somaram 89 mil acessos. Entre os grandes grupos, a Claro liderou em adição líquida, com mais 45 mil novos acessos, seguida pela Telefônica, com 18 mil novas adições. A Oi perdeu mercado, menos 14 mil clientes.

Segundo a Anatel, três estados da Região Sudeste concentram mais da metade dos contratos de banda larga ativos no país: São Paulo com 34,21% do total (10,2 milhões); Rio de Janeiro, com 10,74% (3,2 milhões); e Minas Gerais com 10,27% (3,0 milhões). Seguidos por três estados da Região Sul: Paraná com 7,22% (2,1 milhões); Rio Grande do Sul, com 6,35% (1,9 milhões) e Santa Catarina com 4,82% (1,4 milhão).

No entanto, nos últimos 12 meses, os seis estados que apresentaram maior crescimento são pertencentes as Regiões Norte e Nordeste: Maranhão com mais 24,75% (57 mil); Rio Grande do Norte com mais 20,62% (58 mil); Sergipe com mais 19,42% (32 mil); Ceará com mais 18,89% (119 mil); Pará com mais 17,41% (55 mil), Paraíba com mais 16,70% (45 mil) e Bahia com mais 15,59% (129 mil). Na Região Centro-Oeste o estado com maior crescimento é Goiás com mais 10,99% (96 mil) contratos.

Market Share

O market share permanece inalterado, com  Claro com 30,42% do total de contratos em operação (9,1 milhões), Vivo com 25,65% (7,6 milhões), Oi com 20,74% (6,2 milhões), Algar Telecom com 1,86% (557 mil), TIM com 1,45% (434 mil), Sky com 1,2% (359 mil). As demais empresas registraram 18,68% (5,6 milhões) de contratos ativos no total. (com assessoria de imprensa).