Em abril, provedores regionais mantiveram ritmo de crescimento na banda larga


A base de clientes de banda larga fixa de abril apresentou um ligeiro aumento em relação a março (de 0,46%), somando 29,95 milhões de acessos em serviço. Em março, a base cresceu 0,94%. Foram incorporados ao mercado novos 137 mil assinantes. As operadoras competitivas – formadas, em sua maioria pelos provedores regionais de internet (ISP) – continuam com sua trajetória de crescimento.

As adições líquidas (novos clientes menos desligamentos) das empresas menores somaram 89 mil acessos. Entre os grandes grupos, a Claro liderou em adição líquida, com mais 45 mil novos acessos, seguida pela Telefônica, com 18 mil novas adições. A Oi perdeu mercado, menos 14 mil clientes.

Segundo a Anatel, três estados da Região Sudeste concentram mais da metade dos contratos de banda larga ativos no país: São Paulo com 34,21% do total (10,2 milhões); Rio de Janeiro, com 10,74% (3,2 milhões); e Minas Gerais com 10,27% (3,0 milhões). Seguidos por três estados da Região Sul: Paraná com 7,22% (2,1 milhões); Rio Grande do Sul, com 6,35% (1,9 milhões) e Santa Catarina com 4,82% (1,4 milhão).

PUBLICIDADE  

No entanto, nos últimos 12 meses, os seis estados que apresentaram maior crescimento são pertencentes as Regiões Norte e Nordeste: Maranhão com mais 24,75% (57 mil); Rio Grande do Norte com mais 20,62% (58 mil); Sergipe com mais 19,42% (32 mil); Ceará com mais 18,89% (119 mil); Pará com mais 17,41% (55 mil), Paraíba com mais 16,70% (45 mil) e Bahia com mais 15,59% (129 mil). Na Região Centro-Oeste o estado com maior crescimento é Goiás com mais 10,99% (96 mil) contratos.

Market Share

O market share permanece inalterado, com  Claro com 30,42% do total de contratos em operação (9,1 milhões), Vivo com 25,65% (7,6 milhões), Oi com 20,74% (6,2 milhões), Algar Telecom com 1,86% (557 mil), TIM com 1,45% (434 mil), Sky com 1,2% (359 mil). As demais empresas registraram 18,68% (5,6 milhões) de contratos ativos no total. (com assessoria de imprensa). 

Previous Senado aprova PL da reoneração sem mudanças, mas haverá vetos
Next Kassab diz que criação de fundo garantidor para provedores depende do BNDES

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *