Bolsonaro veta integralmente “refis” do Simples Nacional


Bolsonaro veta "refis" do Simples Nacional/Crédito: Divulgação
Bolsonaro veta “refis” do Simples Nacional/Crédito: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro vetou integralmente por inconstitucionalidade o projeto de lei que criava o “refis” para as empresas de pequeno porte e Microempreendedores Individuais (Mei). O Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp) previa desconto de até 90% em multa e juros e de 100% nos encargos legais para os débitos contraídos na pandemia.

De acordo com a justificativa ao veto, publicada nesta sexta-feira, 7, no Diário Oficial da União, a proposição legislativa incorre em vício de inconstitucionalidade e contrariedade ao interesse público, uma vez que, ao instituir o benefício fiscal, implicaria em renúncia de receita, em violação ao disposto no artigo 113 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, à Lei de Responsabilidade Fiscal e à Lei de Diretrizes Orçamentárias 2021.

PUBLICIDADE

O projeto de lei complementar tinha sido aprovado em dezembro pelo Congresso Nacional e visava aliviar as dívidas estimadas em R$ 50 bilhões das pequenas empresas e de empreendedores individuais. Pelo texto, depois dos descontos e do pagamento de uma entrada, o saldo restante poderia ser parcelado em até 180 meses, vencíveis em maio de cada ano. Entretanto, para dívidas com a Previdência Social, o parcelamento seria em 60 meses.

Previous Sumicity vê adesão ao plano com 1Gbps
Next AGORA inicia oferta de SAP na nuvem customizada para ISPs

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.