Campelo destaca força das PPPs em seminário na Anatel


O vice-presidente da Anatel, conselheiro Emmanoel Campelo, destacou, nesta segunda-feira, 21, a importância das prestadoras de pequeno porte para o avanço da banda larga fixa no país, que detêm hoje 35% do Market share, com 12 milhões de acessos. Segundo ele, nos últimos 12 meses, o crescimento dos provedores regionais chegou a 28,5%, sendo 43,2 % na região Nordeste e 41,3% nos estados do Norte, áreas onde ainda há lacunas na prestação desse serviço.

Os números foram apresentados por Campelo na abertura do Seminário Conecta Brasil 2020, que destaca a expansão da banda larga pelos ISPs, promovido pela agência. De acordo com ele, as PPPs também mostraram a importância no aumento substancial da velocidade da banda larga para 59 Mbps em junho deste ano. Ele afirma que este ano, os acessos de SCM com velocidade superior a 30 Mbps subiram 35,6%, enquanto as empresas de grande porte apresentaram alta de 14,7%.

Campelo, que também preside o Comitê das Prestadoras de Pequeno Porte, disse que a redução da burocracia para outorga de SCM permitiu que hoje existam 15,7 mil ISPs. “Apesar de serem consideradas pequenas, as PPPs possuem um elevado conhecimento técnico de telecomunicações”, ressaltou. E acrescentou que elas tiveram um papel importante no enfrentamento da crise do coronavírus.

PUBLICIDADE  

Para o superintendente de Planejamento e Regulamentação da agência, Nilo Pasquali, o Conecta Brasil, em sua quarta edição, foi criado para aproximar as PPPs da agência.

Autorregulação

O chefe de gabinete da presidência da Anatel, Ronaldo Moura, o gerenciamento da crise do coronavírus, com ações consensuais, mostraram o amadurecimento do setor e mais um passo no caminho da autorregulação. Com esse entendimento, as alterações de perfil de consumo e de tráfego, os riscos de inadimplência e o novo comportamento do consumidor, que se tornou mais exigente, foram absorvidos não só pelas grandes operadoras, como também pelas pequenas.

Previous Fundo garantidor emergencial assegura R$ 100 milhões aos ISPs, diz Coimbra
Next Economia quer contribuir para solução sobre aluguel de postes

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *