Conselheiro da Abrint vê novo Minicom como possibilidade de avanço para o setor


Um ministério focado na área de comunicação é uma notícia boa, já que as questões de telecomunicações estavam sendo tratadas em conjunto com ações em outras áreas, que muitas vezes não têm o mesmo interesse. Essa é a avaliação do integrante do conselho de administração da Abrint (Associação Brasileira de Provedores de Internet), Basílio Perez, sobre a recriação do Ministério das Comunicações, anunciada nesta quarta-feira, 10, à noite. 

Perez disse que não conhece pessoalmente o deputado Fábio Faria, nomeado para chefiar a pasta, mas acredita que uma mente nova sempre tem a acrescentar. Ele disse que é o momento de se aproximar do novo ministro e fazer o trabalho de informação dos anseios e projetos do setor, especialmente das prestadoras de pequeno porte, que merecem uma atenção especial. “Esse é o trabalho que sempre temos que fazer”, afirma. 

O conselheiro da Abrint reconhece que ainda é difícil fazer uma avaliação mais profunda do novo cenário das telecomunicações no governo. Ele espera que os principais interlocutores do antigo ministério sejam mantidos para não haver descontinuidade nas políticas públicas e projetos em andamento.

PUBLICIDADE  
Previous TelComp acredita que recriação do Minicom pode ser positiva
Next LGPD e a Covid-19: Os riscos do adiamento da lei para os negócios brasileiros

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *