Engetron lança monitoramento de baterias com foco em IoT


Imprescindível para a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) que está revolucionando o mercado, o banco de baterias é um componente vital para a manutenção da continuidade e da qualidade energética. Com esse entendimento, a Engetron, pioneira na aplicação da IoT em nobreaks, inova, mais uma vez, ao incorporar essa nova tecnologia ao Módulo Supervisor de Baterias, o MSB IoT. O sistema permite monitoramento individual e centralizado dos bancos de baterias.

“Nosso sistema é totalmente autônomo e capaz de monitorar bancos de baterias de qualquer equipamento ou marca, desde que, tenham interface Ethernet com protocolo SNMP”, afirma Aluisio de Oliveira, presidente da Engetron. De acordo com Fábio Moura, gerente de aplicação da empresa, os bancos de baterias são pontos críticos de falhas em sistemas de energia.

“Quando uma bateria apresenta falha, cria-se um desequilíbrio entre as demais baterias do banco que compromete a segurança e durabilidade do conjunto e consequentemente a disponibilidade dos sistemas. Eventos como má conexão, oxidação de terminais e final de vida útil são ocorrências que colocam a operação das cargas em risco e podem facilmente ser detectadas pelo sistema de supervisão de baterias. Gerenciar o banco de baterias é a melhor maneira de evitar que tais problemas aconteçam”, ressalta.

PUBLICIDADE  

Indicativos

Segundo Aluisio de Oliveira, “o monitoramento IoT dos ativos, permite detecção precoce de comportamento anormal, prevenção de falhas, manutenções de prioridade e aumento da vida útil dos equipamentos e operações”.

O MSB IoT Engetron oferece acesso e controle de monitoramento das baterias de maneira prática, dinâmica e econômica. Ele atua através de sensores instalados nas baterias que comunicam parâmetros de tensão e temperatura ao app Engetron IoT, em tempo real.

Com base nos alertas enviados pelo MSB IoT, é possível substituir apenas a bateria que estiver degradada, evitando o desgaste e substituição das demais. O sistema identifica: falhas da bateria, do carregador, das conexões elétricas ou do ambiente de instalação. O recurso permite medidas preventivas antes que o banco seja comprometido e garante alta confiabilidade, segurança e economia.

Sustentabilidade

Outro fator a se considerar é que, com a utilização do recurso, o impacto ambiental é menor, com redução de baterias descartadas. “A Engetron busca o aumento de eficiência energética, com foco na sustentabilidade socioeconômica e ambiental”, afirma o presidente da empresa.(Com assessoria de imprensa)

Previous Depois de críticas, comitê do Simples anuncia revogação de resolução
Next Neo quer PPP sem Condecine sobre serviço de VoD

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *