Esquecimento de senha impede 37% de compras online, diz pesquisa


O aumento do comércio virtual durante a pandemia do coronavírus só não foi maior porque enfrenta dificuldades dos usuários em concluir a transação. Para realizar compras online, cada e-commerce solicita que o usuário utilize uma senha, e isso acaba sendo uma barreira que impede muitas vendas: de acordo com um estudo da FICO, especializada em software de análise preditiva, 37% dos consumidores brasileiros já desistiram de adquirir algum produto pela internet pois esqueceram sua senha do site.

O estudo destaca alguns hábitos do brasileiro para recordar suas diversas senhas que trazem diversos riscos. 29% dos consumidores utilizam 5 ou menos senhas em todas suas contas e 23% optam por deixar todas anotadas, por exemplo, num caderno ou no próprio celular.

O brasileiro está aceitando cada vez mais as novas tecnologias de autenticação – 86% concordam em fornecer sua biometria para seu banco e 89% aprovam que a instituição financeira analise a forma como digitam sua senha para ampliar a segurança. Dentre os recursos biométricos, 83% utilizariam impressão digital, 54% leitura facial e 35% varredura ocular.

PUBLICIDADE  

O levantamento também identificou que a forma tradicional de autenticação com login e senha está com cada vez menos adeptos nos dispositivos móveis – apenas 45% de preferência quando o brasileiro acessa aplicativos de bancos. 53% preferem entrar em suas contas com senhas geradas por SMS a cada acesso, 50% consideram a leitura de impressão digital como boa alternativa, 36% optam por leitura facial e 34% preferem que novas senhas aleatórias sejam sempre enviadas por e-mail.

“A pesquisa destacou que o brasileiro está interessado em novas tecnologias de autenticação que facilitem seu dia a dia. Num ambiente competitivo em que mais e mais atividades são realizadas digitalmente, proporcionar aos clientes uma experiência agradável, eficiente e segura quando eles usam suas contas e adquirem produtos online é uma grande vantagem competitiva”, afirma Alexandre Nardy, Consultor de Fraude da FICO.
Clique aqui para acessar um infográfico com os resultados da pesquisa.(Com assessoria de imprensa)

 

 

Previous Mob Telecom foca no varejo
Next CGI.br inicia nesta quarta debate online sobre Internet e desinformação

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *