Mais 3 ISPs renunciam às faixas adquiridas no leilão de sobras


Em meio às discussões sobre o leilão de frequências para o 5G, a Anatel ainda examina os processos relativos à licitação de sobras, realizado em 2015 e que pretendia beneficiar os ISPs. Nesse mês, pelo menos três renúncias foram aprovadas pelo Conselho Diretor da agência. 

Uma delas envolve a XP Serviços de Comunicação, que adquiriu 13 lotes no interior de São Paulo, ao custo total de R$ 1 milhão, mas desistiu por falta de “equipamentos para operacionalização, já que poucos fornecedores ofertam equipamentos homologados pela Anatel e ainda da inexistência de mercado consumidor relevante para o serviço, visto que faixa de frequências na atual situação do mercado não garante velocidades competitivas”. 

PUBLICIDADE  

Situação semelhante viveu a Heptanet Consultoria e Internet, que também renunciou aos três lotes que adquiriu no interior da Bahia, pelo valor de R$ 22 mil. O ISP nem chegou a usar as frequências. 

O mesmo se deu com a Interpira Telecom, que arrematou oito lotes no interior de Minas Gerais, no leilão de sobras, mas desistiu depois de procurar “no mercado equipamentos homologados que fossem compatíveis tecnicamente com a operação planejada a ser montada com os lotes adjudicados, mas infelizmente não encontrou nenhum que fosse viável financeiramente para a prestação do serviço”. 

Para o ISP, os equipamentos encontrados não contribuíam para a saúde financeira do provedor, que já tinha se comprometido com gastos acima de R$ 80 mil, referentes às frequências. Outros processos semelhantes ainda tramitam na Anatel. 

Os ISPs, entretanto, não ficaram parados. Investiram em fibra óptica e hoje dispõem de redes de qualidade, capazes de atender os anseios de seus assinantes.

Previous Conheça cinco dicas para melhorar a conexão por Wi-Fi
Next ISPs criam organização para conectar escolas públicas até 2025

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *