De acordo com dados da Anatel, os provedores regionais se tornaram o segundo maior grupo de banda larga fixa no país, com participação de 27% do mercado. Em relação às novas adições do mês de julho deste ano, dos 32 milhões de acessos à internet registrados no mês, 7,6 milhões (23,79%) foram feitos pelos ISPs (Internet Service Providers). Em 2018, o Nordeste se destacou na expansão da banda larga e no crescimento dos ISPs – o grupo teve crescimento de 104% na região, com 380.516 novos acessos – e, em se tratando de fibra óptica, a região alcançou a terceira posição, com 41% dos acessos feitos através da tecnologia.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da Abrint, André Felipe Rodrigues, a região tem apresentado, recentemente, alguns números interessantes. Na Bahia, os provedores regionais foram responsáveis por 343.224 (33%) dos novos acessos à internet entre junho de 2018 e 2019, sendo que 30% deles foram via fibra óptica. Já em Salvador, os ISPs foram responsáveis por 47.669 (10,7%) dos novos acessos à internet nesse período, sendo 26,9% via fibra.

Enquanto na Bahia o número de acessos entre junho e julho deste ano caiu tanto entre os provedores (-2,7%) quanto operadoras (-1%), em Salvador os ISPs mantiveram ritmo de crescimento (11%), em oposição às operadoras (-1,3%). E as redes de fibra continuaram em expansão, representando, em julho deste ano, 20,8% dos novos acessos na Bahia e 15% em Salvador.

PUBLICIDADE  

Rodrigues participa nesta semana do IVOVATic Nordeste, que será realizada em Salvador (BA). O evento acontecerá na quinta-feira, 26, e quinta-feira, 27 e vai reunir empresários, executivos, acadêmicos e autoridades para debater temas como a expansão da banda larga fixa na região, acesso a fontes de financiamento, privacidade de dados, IoT, 5G e indústria 4.0. Haverá ainda uma série de palestras técnicas para tratar da supercomputação à implantação de infraestrutura óptica.

Paralela aos debates, será realizada a Feira de Negócios, voltada para ISPs.

Veja como participar aqui.