Seu celular escuta o que você fala? Descubra e proteja-se de ameaças


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

Por Laura Tyrell*   

Você já notou que muitas vezes comenta com familiares ou colegas de trabalho sobre determinado produto ou marca, e pouco tempo depois entra nas suas redes sociais e aparece conteúdo patrocinado daquela empresa? Seria isso mera coincidência, ou nossos celulares são capazes de ouvir o que falamos?  

Essas suspeitas são verdadeiras. Assistentes virtuais como Siri, Google Assistente ou Alexa nos ouvem o tempo todo. Isso acontece porque esses gadgets precisam escutar constantemente para ativar os comandos de voz e ajudar os usuários. No entanto, algumas coisas que as pessoas dizem estão sendo registradas para benefício próprio das empresas, como para a melhoria da qualidade do serviço ou para fins de marketing – algo semelhante ao pesquisar informações nos buscadores. Se estiver procurando concessionárias de automóveis em sua cidade, anúncios relacionados começarão a perseguir você pela internet. De certa forma, um assistente virtual é apenas mais um mecanismo de busca.   

A boa notícia é: você pode verificar se seu celular está ouvindo suas falas, basta montar uma ‘armadilha’.   

  • Escolha um assunto que não seja de ser cotidiano, algo que não poderia ser associado à sua personalidade, um assunto sobre o qual você nunca fala.  
  • Isole o tópico do seu celular. Não use seu celular nem nenhum outro dispositivo para buscar informações sobre esse assunto e certifique-se de não ter jamais pesquisado o assunto em buscadores.  
  • Pense numa lista de palavras-chaves que possam servir de gatilho para mecanismos de busca.  
  • Discuta o tópico em voz alta nas proximidades do seu celular. Você pode fazer isso sozinho ou com outra pessoa por vários minutos por vez. Faça isso por alguns dias em sequência.   

Depois de montar a armadilha, observe se algum novo anúncio começou a ter você como alvo nas redes sociais ou em outros canais digitais. Se sim, seu telefone provavelmente está ajudando esses anúncios a chegarem até você.  

A questão é: ouvir os usuários é legal? Ao utilizar um assistente virtual, concordamos com os termos e condições do provedor de serviços. Uma vez que eles têm o nosso consentimento, torna-se legal o acompanhamento das conversas com o Google Assistente, Siri, Alexa e outros para fins de marketing.  

Isso só se torna ilegal se um aplicativo estiver espionando você sem o seu consentimento. Por isso que é essencial revisar as permissões que está concedendo a serviços específicos e aprender sobre as maneiras como seu telefone está rastreando você.  

Reveja as permissões do seu aplicativo e mantenha sua privacidade. Vá até as configurações do smartphone e certifique-se de que os apps possam acessar apenas os recursos necessários para que façam seu trabalho – alguns deles podem querer acessar seu microfone sem nenhum motivo. Isso pode permitir que agentes mal-intencionados espionem você em segundo plano ou coletem dados de segmentação para anúncios quando você não quer ninguém escutando. Instale uma VPN (existem opções gratuitas) em seu smartphone e aprimore sua privacidade. Uma rede virtual privada mascara o endereço IP e criptografa o tráfego, melhorando assim sua privacidade.  

Limpe suas atividades de vez em quando e desligue a função de gravação de áudio. A Apple, o Google e outros provedores de serviço permitem a exclusão do histórico. Escolha cuidadosamente as informações que você fornecerá ao seu telefone em geral, e lembre-se de não compartilhar muita informação com o seu celular. Quanto menos ele souber, melhor.   


* Laura Tyrell é chefe de RP da NordVPN, empresa especializada em soluções de privacidade, segurança e rede privada virtual (VPN) – e-mail: nordsec@nbpress.com   

Previous Leilão do 5G já supera expectativas, dizem Anatel e Abrint
Next CPI da banda larga avança em João Pessoas (PB)

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *