Representantes de entidades de provedores de países da América Latina e Caribe aproveitaram a oportunidade de estarem reunidos no evento Andira Link, que se realizou esta semana em Cartagena, na Colômbia, para levar à frente a ideia de criar uma entidade regional para troca de experiências e defesa de interesses comuns. “Alguns países como Brasil e Argentina estão muito avançados na implantação de fibra óptica pelos provedores; outros têm experiências melhores no compartilhamento de infraestrutura. Temos podemos tentar harmonizar questões regulatórias”, explicou Basílio Perez, diretor da Abrint, que representou a entidade no evento.

Também estiverem presentes na roda de discussões da criação do LAC-ISP Breno Vale, presidente do Conselho da Abrint; Carlos Guarisco, conselheiro; e Wardner Maia, presidente do LACNIC.

A entidade regional dos provedores vai se chamar LAC-ISP, sua sede vai ser em Montevideo, no Uruguai, no mesmo endereço do LACNIC, entidade responsável pela distribuição dos endereços IPs na América Latina e Caribe. Os estatutos devem estar desenhados até abril e a eleição da primeira diretoria ocorrerá em maio, no próximo encontro do LACNIC em Punta Cana, na República Dominicana.