O governo anunciou a inclusão de mais nove estatais no Plano Nacional de Desestatização (PND), inclusive a Telebras, Correios, Serpro e Dataprev. Também foram abertos processos de desestatização da Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores (ABGF), da Empresa Gestora de Ativos (Emgea), do Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec) e da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

A venda dos Correios já está em estudo. No caso da Telebras, está prevista a constituição de um Comitê Interministerial, com prazo de 180 dias para conclusão dos trabalhos, a partir da contratação dos estudos para a qualificação da Telebras ao PPI.

O anúncio fez as ações ON da Telebras dispararem 64,95% na Bovespa, atingindo o valor de R$ 39,39. Os papéis PN subiram 61,98%, passando a valer R$ 36,90.

Em nota, a diretoria disse que a inclusão da empresa no PND tem o objetivo de “estudar alternativas de parceria com a iniciativa privada, bem como propor ganhos de eficiência e resultado para a empresa, com vistas a garantir sua sustentabilidade econômico-financeira”.

Para o governo, o objetivo inicial dos estudos consiste em analisar a viabilidade econômica da companhia e o impacto positivo de parcerias com a iniciativa privada. A partir da avaliação técnica, serão decididos os formatos de venda.