Anatel defende empresa neutra para resolver conflitos dos postes


O presidente da Anatel, Leonardo de Morais, voltou a defender hoje, 22, a criação de uma empresa neutra para gerir o conflito da ocupação dos postes das concessionárias de energia elétrica pelas operadoras de telecomunicações. Conforme o executivo, o quadro regulatório existente atualmente é insuficiente para resolver o problema.

Ele ressaltou que, segundo as estimativas da agência, seriam necessários R$ 20 bilhões para a “limpeza” dos fios nos postes das concessionárias elétricas, custos que não teriam contrapartida de qualquer receita adicional para as operadoras de telecomunicações.

Segundo Morais, o problema está concentrado em 25% das cidades brasileiras – ou exatamente 1.400 municípios – atingindo 13% da base instaladas de postes, que somam hoje 46 milhões em todo o país.

PUBLICIDADE  

Ele entende que se for criada uma operadora neutra para administrar essa rede, todos sairiam ganhando, inclusive os provedores regionais de internet que utilizam essa infraestrutura irregularmente.” A operadora neutra iria gerar mais valor a todos~, afirmou. Morais participou de Live promovida pelo Teletime e Universidade de Brasília.

 

Previous Golpistas intensificam uso de falsas fintechs para pedir dinheiro em troca de empréstimos
Next Três aspectos cruciais que a agenda regulatória da ANPD traz à tona

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *