Rede social para mulheres empreendedoras avança e chega a Portugal


A nova rede social voltada a mulheres empreendedoras, donadelas.com.br, criada há menos de um mês, já reúne usuárias de norte a sul do Brasil e agora mulheres também de Portugal. A ideia partiu de Ely Ribeiro, que ao vivenciar e observar as dificuldades enfrentadas pelas amigas empreendedoras durante a quarentena, decidiu ouvir cada uma e ajudar com informações, dicas e soluções pesquisadas junto a outros amigos e grupos, que poderiam melhorar a performance dos negócios nesse período delicado.

As empresárias que fizeram as alterações sugeridas, tiveram resultados positivos. Ely resolveu então ajudar não somente as amigas, mas todas as mulheres do Brasil. Ela percebeu a falta de um espaço aberto de empreendedorismo feminino para troca de informações, dúvidas, medos e sugestões e aí surgiu a ideia. Por que não criar um espaço comum com este foco?

Segundo pesquisa do Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME), 73% das mulheres tomam as decisões de abrir seu próprio negócio totalmente sozinhas. Ely faz parte desta porcentagem e está confiante.

PUBLICIDADE  

Totalmente gratuita e disponível para qualquer mulher que esteja começando ou que já possua experiências em empreendedorismo. Uma plataforma simples, mas elegante, que possui um campo para escrever o que quiser: dicas, sugestões, desabafos, divulgação de produtos, serviços. No mesmo campo é possível adicionar uma mídia, criar uma enquete e mudar a privacidade de quem pode ver suas postagens. É possível salvar as publicações de outras pessoas e marcar com uma estrela aquelas que mais gostar.

Diferencial

Diferente de muitos aplicativos que utilizam do uso de algoritmos para a manipulação das pessoas, a rede social segue à risca a política de privacidade como explica Ely Ribeiro: “Donadelas é uma rede que está nascendo, queremos fazer algo mesmo diferenciado. Não usamos algoritmos, todo o gerenciamento e administração da rede são realizados por pessoas. Nossa preocupação é real com as mulheres e todos os públicos da rede: eu leio os posts, comento, verifico se a linguagem está de acordo com nossos princípios, ou seja, estamos dentro das recomendações dos especialistas para desenvolvermos algo saudável”.(Com assessoria de imprensa)

Previous OIW Telecom alcança liderança na importação de cabos e fibras
Next Coleta periódica de dados sobre backhaul é proposta pela Anatel

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *