Subnotificação continua impactando números da banda larga fixa


As subnotificações dos ISPs continuam refletindo nos números da banda larga fixa no Brasil. Em junho, os acessos chegaram a 37,1 milhões, com queda de 3,1% em relação ao mês anterior. Na comparação de junho de 2020, a alta é de 8,2%, conforme números agregados pela Anatel. 

As prestadoras de pequeno porte eram responsáveis em junho por 15 milhões de acessos, com queda de 7,3% em relação a maio e alta de 24,1%, ante o mesmo mês do ano anterior. Enquanto as grandes operadoras, com 22,1 milhões de clientes só variaram negativamente em 0,1% na passagem de maio para junho e de 0,4%, na comparação anual. 

A tecnologia fibra óptica é usada mais pelos ISPs, em 12,6 milhões de acessos, ante 6,1 milhões dos clientes das grandes teles. A velocidade acima de 34 Mbps está em 11 milhões dos assinantes das PPPs e em 15,9 milhões de acessos das teles. 

Entre as grandes empresas, a Claro sai na frente com 9,7 milhões de acessos, seguida da Vivo (6,3 milhões) e da Oi (5,2 milhões). Entre as PPPs, a briga é entre a Algar, com 720 mil acessos, e a Brisanet, com 718 mil de acessos, mas esses números são do mês de maio. A Unifique, em terceiro lugar, contava com 363,6 mil assinantes. 

 

Previous Inatel confirma consultoria a ISPs para participar do leilão 5G
Next Tely investe em nova rota marítima do Nordeste a São Paulo

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *