Anatel prepara norma de espectro legado para 5G


A Anatel conclui, este mês, uma resolução que permite o uso de faixas legadas para o 5G, afirmou o superintendente de Outorgas e Recursos à Prestação, Vinicius Caram ao PontoISP. Segundo ele, vários países já estão testando a faixa de 1,8 GHz para a nova tecnologia móvel. 

No Brasil, a faixa de 2,5 GHz está mais adiantada para uso na quinta geração da tecnologia móvel. Tanto é assim que a agência publicou os Atos nº 31513152 e 3153, que atualizam os requisitos técnicos que permitirão a certificação e a comercialização dos equipamentos de prestadoras de telefone móvel celular e de estações de acesso (por exemplo modems e equipamentos para Internet das Coisas), que utilizem a tecnologia 5G. 

A partir de agora, as prestadoras poderão implantar redes com a tecnologia 5G utilizando equipamentos que operam nas faixas que elas já utilizam para o 4G e o 3G, desde que os produtos atendam aos requisitos publicados pela Anatel. As condições de uso do espectro das faixas de 2,3 GHz e 3,5 GHz, para evitar interferências em outros serviços, ainda estão sob especificação da agência. 

PUBLICIDADE  

Caram afirma que o detentor de uma banda de 50 MHz em TDD pode antecipar a construção de uma rede 5G na faixa de 2,5 GHz, porém sem as mesmas vantagens que serão observadas quando a tecnologia estiver funcionando na faixa de 3,5 GHz. “Mas já começa igual ou superior a rede de 4,5G. 

Previous Pagamentos via WhatsApp é possível primeiro no Brasil
Next Em duas semanas, junho tem 34 outorgas de SCM publicadas

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *